Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Aprenda japonês gratis
 Aprendendo uchinaaguchi
 Aprenda japonês de graça
 Receitas de Okinawa
 Cultura okinawana




História de Okinawa
 


Cerimônia marca 67 anos do fim de batalhas em terra em Okinawa

Por Akio Uehara

Fonte:Nhk World Press All Rights reserved

Este sábado marca os 67 anos do final dos combates em terra na província de Okinawa, na região sul do Japão, nos últimos dias da Segunda Guerra Mundial. Mais de 200 mil pessoas, incluindo um em cada quatro residentes da província, foram mortas na Batalha de Okinawa em 1945 entre as forças americanas e o, hoje extinto, Exército Imperial Japonês.

Cerca de 5.500 pessoas, incluindo parentes das vítimas da guerra, participaram de uma cerimônia no sábado no Parque Memorial da Paz na cidade de Itoman, local da última grande batalha. Em sua declaração pela paz, o governador de Okinawa, Hirokazu Nakaima, pediu aos governos dos Estados Unidos e do Japão para reduzirem o fardo da província, que abriga bases militares americanas.

Ele pediu ainda a transferência da Base Aérea de Futenma dos Fuzileiros Navais Americanos, o mais cedo possível, do território de Okinawa. O premiê japonês, Yoshihiko Noda, reconheceu a sobrecarga de Okinawa devido à concentração de bases militares americanas em seu território.

Ele prometeu fazer esforços para promover avanços concretos na questão da redução da presença militar americana em Okinawa. Este ano também marca os 40 anos da devolução de Okinawa pelos Estados Unidos para o governo japonês. Contudo, 75% das instalações militares americanas no Japão ainda estão localizadas em Okinawa.



Escrito por yusuke às 16h26
[] [envie esta mensagem
] []





Okinawa lança site sobre batalha travada na Segunda Guerra Mundial

 

 

Por Akio Uehara

Fonte:Nhk World Press All Rights reserved

 

 

Okinawa está lançando um site sobre a intensa batalha terrestre travada na ilha japonesa, no extremo sul do país, quase no final da Segunda Guerra Mundial.

O arquivo online deve ser inaugurado oficialmente no sábado, na data que marca o fim da Batalha de Okinawa, travada entre forças japonesas e americanas há 67 anos.

O arquivo poderá ser visto em 5 línguas, incluindo português e espanhol.

 



Escrito por yusuke às 15h27
[] [envie esta mensagem
] []





Governador de Okinawa recusa aceitar aviões do tipo Osprey em sua província

Por Akio Uehara
Fonte:Nhk World Press All Rights reserved

O governador de Okinawa, Hirokazu Nakaima, declarou que não vai permitir o deslocamento de aviões do tipo Osprey para uma base americana em sua província. 
Os Fuzileiros Navais dos Estados Unidos planejam deslocar aeronaves avançadas desse tipo para a sua Base Aérea de Futenma, até o final deste ano.
A observação de Nakaima surge depois que um Osprey CV-22 caiu na Flórida, durante um exercício de treinamento, na quarta-feira.
O Osprey é uma mistura de helicóptero e aeronave com asas fixas, capaz de levantar voo e aterrissar em forma vertical. O avião é usado pela Força Aérea e pelo Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos.
Nakaima disse à imprensa, na sexta-feira, que pediria informações com mais detalhes sobre o acidente da queda do avião na Flórida.
Ele manifestou inquietação de que a queda em questão, juntamente com um acidente anterior ocorrido no Marrocos, em abril passado, indicam que esse avião de motor inclinado não é seguro.
Na sexta-feira, à tarde, Nakaima se encontrou com Atsushi Sakima, prefeito da cidade de Ginowan, onde se localiza a base de Futenma.
Ambos concordaram em visitar Tóquio no início da semana que vem para conversar com Satoshi Morimoto, ministro da Defesa do Japão, cujo encontro está sendo arranjado no momento.



Escrito por yusuke às 15h59
[] [envie esta mensagem
] []





Habitantes de Okinawa protestam contra posicionamento de Ospreys na província

 

Por Akio Uehara

Fonte:Nhk World Press All Rights reserved
Milhares de habitantes de Okinawa, no extremo sul do Japão, manifestaram-se contrários ao plano de posicionamento na província de aviões militares americanos Osprey, modelo envolvido em uma série de acidentes.

Cerca de 5 mil pessoas participaram domingo de passeata na cidade de Ginowan, onde fica a base aérea de Futenma, do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, na qual está previsto o posicionamento dos aviões Osprey.

Os manifestantes aprovaram declaração no sentido de que jamais permitirão o posicionamento de aviões Osprey em Okinawa em razão de acidentes fatais ocorridos na fase de desenvolvimento da aeronave e em seu emprego prático.

Depois que um avião Osprey em treinamento caiu em uma base da Flórida, na semana passada, o governo japonês anunciou que interromperá procedimentos para o posicionamento de aviões de mesmo modelo na província. Há, porém, um crescente movimento em Okinawa para que o plano de posicionamento dos aviões seja inteiramente abandonado.

 



Escrito por yusuke às 15h46
[] [envie esta mensagem
] []





Japão pede aos EUA detalhes sobre o acidente com avião Osprey

Por Akio Uehara

Fonte:Nhk World Press All Rights reserved

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, Koichiro Gemba, diz que o governo está pedindo aos Estados Unidos informações sobre o último acidente com o avião de transporte Osprey.


Ele conversou com repórteres na sexta-feira, após discutir a queda do avião na Flórida com o secretário-chefe do gabinete, Osamu Fujimura, e o ministro da Defesa, Satoshi Morimoto.

Gemba lamentou o acidente, e afirmou que o lado japonês não possui ainda informações suficientes para analisar o caso.

Ele se referiu ao comentário de Fujimura, feito na quinta-feira, de que o governo japonês não iria tomar novas decisões em relação a Osprey a menos que os Estados Unidos forneçam detalhes sobre o acidente. Gemba disse que Fujimura pode ter afirmado, simplesmente, que o governo não possuía informações necessárias.

O chanceler japonês afirmou que, no momento, o governo não pode dizer se o incidente irá afetar o envio destas aeronaves à base americana no Japão.

 



Escrito por yusuke às 15h39
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]